Three love - capitulo 7


                                                                           ~ capitulo 7   ~

                                  

Erza estava sentada em uma quadra de basquete improvisada olhando Natsu jogando com seu time. Por que ela estava Ali. Bem isso é um a longa historia.

Mas cedo naquele dia Natsu estava tomando café da manha quando Lucy chegou.

- Bom dia Natsu. Falou Lucy bocejando e abrindo a geladeira.

- Bom dia Lucy, como foi à noite? Perguntou Natsu comendo seu hambúrguer.

- Mal, mas isso não importa aonde você vai vestido assim? Perguntou Lucy olhando para a roupa de Natsu.

Natsu vestia um short cor branco com preto e uma camiseta, não era uma roupa estranha, mas estava frio para ele usar camiseta com short.

- Eu vou treinar com meu time na outra cidade. Falou Natsu de boca cheia.

- Tenha educação coma primeiro depois fale. Falou Lucy dando uma de irmã mandona.

- Certo, ah você pode ir comigo para o treino é que a nossa cozinheira esta doente então eu falei que poderia levar você para fazer a nossa comida.

- O que? Você pensa que eu sou sua empregada por acaso. Falou Lucy com tom de brincadeira.

- Vamos Lucy nós precisamos de você. Falou Natsu dando um sorriso como quem quer convencer outra pessoa

- Ate parece que eu vou, mesmo que eu quisesse, eu vou sair hoje não se lembra? eu tenho que ir visitar minha mãe e o tio vai me levar, te falei isso ontem.

- Falou? Ate certo falou. Disse Natsu mentindo.

- Mas e agora onde eu vou arrumar outra menina para ir fazer a nossa comida. Falou Natsu.

- Oi Lucy. Erza entrava naquele momento na cozinha.

- Ei Lucy vou ficar na sua casa hoje meus pais viajam e mim deixaram aqui. Falou Erza se sentando à mesa da cozinha.

-Como? E você vem me dizer agora? Falou Lucy olhando incrédula para sua amiga.

- Eu fui saber disso faz... Vamos ver uns 5 minutos. Falou Erza despreocupada.

- Olha me desculpe, mas eu vou sair hoje para visitar minha mãe e você não vai poder vim comigo o tio não vai deixar. Falou Lucy saindo para a sala.

- Mas por que eu não posso ir eu prometo ficar feito uma santinha. Falou Erza andando atrás de Lucy.

- Não! Você não pode ir. Falou Lucy com voz de autoridade.

- Ei Erza você sabe cozinhar? Falou Natsu entrando na conversa.

- Cozinhar? Sei. Por quê? Falou Erza.

- Você sabe? Pensei que você não soubesse nem fritar um ovo. Falou Lucy dando um sorriso malicioso.

- Mas é claro que eu sei querida, eu fiz curso de gastronomia sou chefe de cozinha é pouco ou quer mais. Falou Erza se achando a tal.

- A é? Pois pronto. Natsu, arrumamos sua cozinheira.

- O que? Como assim? Falou Erza boiando na conversa

- Ebaa, vamos Erza temos que sair daqui a pouco é 1 hora de viajem. Falou Natsu puxando Erza para cozinha.

- Uma hora de que? Eii espera. Falou Erza sendo levada para cozinha.

Naquele dia Lucy tinha saído com o diretor e Gray tinha saindo para uma pesquisa em campo com a sua sala. Natsu estava em um ônibus com Erza do seu lado. Eles estavam indo para outra cidade, uma cidadezinha de campo onde eles iriam treinar na natureza.

-Já chegamos? Por que ainda não chegamos? Que cidade longe é essa? Falou erza fazendo pergunta por pras de perguntas.

- Erza eu falei que era uma hora de viajem, agora curti a paisagem. Falou Natsu apontando para a janela do ônibus.

A paisagem era de campo. Era verde o sol brilhava, mas não estava quente o clima estava agradável. Erza olhava a paisagem enquanto natsu explicava a ela sobre os tipos de árvores que eles estavam vendo.

Para erza está conversando com natsu não era não ruim ele transmitia um ar de amigo era muito aconchegante fica em sua compania.

- Então Erza o que achou desse local lindo não é? Perguntou Natsu.

A paisagem era com certeza uma das mais belas que erza já tinha visto. Eles estavam no alto de uma colina e erza conseguia ver os campos de plantações La bem distantes. Erza sorriu e respirou o ar puro incrível como o ar de uma cidade era tão diferente do ar de um campo. 

  - Simplesmente natura. Pensou Erza.

-Simplesmente natural NE o ar é totalmente diferente. Falou Natsu olhando para os campos de plantações.
Erza se assustou, pois ele tinha falando o que ela estava pensando.

- Sim. Falou Erza.

Natsu começou a treinar com seu time em uma quadra improvisada, Lucy ficou parada olhando ele jogar.

-Ei erza que tal ir começando a fazer o almoço. Falou natsu se aproximando de erza.

- Ah claro, cadê os ingredientes? Perguntou Erza.

- Bem você tem que colher eles. Falou natsu apontando para umas plantações.

- O que? como assim eu tenho que pegar os ingredientes? Não mesmo. eu não posso ir, posso sujar minha roupa. Falou erza balançando a cabeça negativamente.

- Se você não quizer ir eu vou pegar para você, mas você terá que me dizer quais são, certo princesinha? Falou Natsu dando um riso irônico...

- Princesinha não meu caro colega. Não sou princesa sou rainha. Falou erza formalmente.

- Quase não se acha você NE. Falou natsu já andando para a plantação.

- Quais eu pego? Perguntou natsu olhando para uma plantação de tomate.

- Bem eu irei precisar de tomate, cebola, alface, gengibre, pimenta do reino, batata e cenoura. falou erza rapidamente.

- Nossa, mas tudo isso? Falou natsu olhando para erza que fez uma careta e continuou a falar.

- alem de... Frutas, eu preciso de maça, laranja, uva e ameixas e tem que ser das boas viu? Falou Erza olhando para as plantações e se perguntando será que ali tinha tudo o que ela precisava.

- Erza você vai fazer um almoço não um banquete para pessoal de alto nível. Para nós só é preciso arroz e feijão e carne e pronto então pense em outro prato que não tenha tantos ingredientes. Falou Natsu se sentando em um banco que tinha perto dele.

- O que? Mas eu passei horas pensando nesse prato como eu vou inventar outra assim de uma hora para outra? Falou Erza olhando para natsu e com as mãos na cintura.

- Você acha que é fácil ser uma conzinheira? Falou erza.

- Não, não acho só faça uma coisa a mais simples possível certo?

- Certo. Falou erza com a cara emburrada.

No fim o almoço foi servido e o cardápio era arroz, carne e salada.

- Cade o feijão? Falou um amigo de Natsu.

- Bem aqui não tem feijão então não deu para me fazer, mas eu fiz uma salada para compensar. Falou Erza colocando uma panela de arroz na mesa.

- Cade o Natsu? Falou erza.

- Ele ainda esta na quadra. Falou outro amigo de Natsu.

Natsu amava seu esporte era tudo para ele, Erza o viu sentando no chão da quadra que era só areia, com a bola na mão.

- Ei você não vai almoçar? Falou Erza se aproximando de Natsu.

- vou sim. Falou Natsu.

Erza viu no seu rosto que ele estava preocupado e já que ela raramente o via assim resolveu perguntar.

- Esta tudo bem?

- Ta.

- Não me parece, pode contar o que esta acontecendo.

- Não é nada de mais. Vou almoçar eu to morrendo de fome. Falou natsu se levantando.

 Era de tarde quando todos entraram no ônibus para volta para casa. Erza ainda estava curiosa.  - Por que natsu estava daquele jeito? Pensou erza.

- Ei erza obrigada por vimn com a gente eu sei que foi intediante você ficar La sem fazer nada me desculpe se te fiz fica assim. Falou natsu sentando do lado de erza.

- Ta tudo bem, foi ate legal ver vocês jogando, o dia foi muito bom. Falou Erza.

- Sim, foi mesmo.

Alguns minutos depois já estava anoitecendo quando o ônibus parou no meio da estreada a pricipio o motorista dissse que era um probleminha que logo ia se revolver. Mas passando meia hora perceberam que não era só um probleminha e que não ia se resolver logo.

- E agora o que vamos fazer já esta de noite. Falou Erza.

- Bem temos que esperar, vamos sair do ônibus, à noite ta linda. Falou natsu já andando siando do ônibus.

- Mas La ta frio demais não da... Nessa hora todos já tinham saído do ônibus então Erza saiu também.

Erza estava certa. Fazia um frio absurdo naquela noite, os ventos eram gelados e tinha muito vento. Erza foi ao encontro de Gray que estava sentado na grama.

- Ai meu deus eu vou morrer de frio aqui. Falou Erza pasando a mão nos braços tentando se aquecer.

- Ei Erza senta aqui e olha as estrelas elas não estão lindas? Falou Natsu olhando e comtemplando o céu estrelado.
Erza sentou e olhou também estava muito lindo e brilhante.

-Na cidade não se viu um céu assim. Falou erza.

- Na cidade não se ver um céu assim. Falou natsu.

- Você ta lendo meus pensamentos por acaso? Falou Erza.

- Como assim?

- Tudo que eu penso você diz você conseguir ler mentes?

- Bem isso eu não sei dizer só sei que sou bom em fazer as pessoas felizes, você está feliz não é?

- Sim sua comapania é muito agradável.

- Sim todo mundo está feliz, mas eu não sei se posso sentir essa felicidade.

- Nem todos estão felizes alguns somente fingem está feliz para não despertar o sentimento de pena de outras pessoas.

- É tem razão.

- Natsu você pode me contar o que está se deixando assim.

- Não é nada, você não precisa me ouvir não é dever seu.

Erza já tinha ouvido aquela frase antes, e quem tinha digo foi ela mesma, no dia em que ela resolveu ficar amiga de Gray quando era criança ela falou essa mesma frase para Gray dizendo que ele não precisava ser amigo dela ou escutar as suas aflições e o que ele disse? Eu preciso, Eu preciso de você e você de mim.

- Você pode não querer dizer. Mais eu quero ouvir. Falou erza que tocou sua mão no rosto de natsu e trouxe os olhos dele ao encontro de seus olhos.
 Os dois ficaram cara a cara, Natsu olhava dentro dos olhos dela.

Natsu nunca tinha visto sua mãe como todo garoto ele tinha seus problemas queria alguém para desabafa e esse era papel de uma mãe, mas ele não tinha. Seu pai não ia saber resolver, aquilo era papel de uma mulher, a fragilidade do amor maternal ou ate um amor feminino era o que ele precisava. Ver Erza querendo lhe ajuda, ele não aguentou e começou a lhe contar.

- Eu tenho que sair do time, eu não sei como contar. O que eu faço? Não quero sair, mas por que? às vezes eu penso que não devia ter entrado para esse time.

- Mas espere por que você vai ter sair do time?Perguntou Erza.

- Meu pai foi transferido de colégio e vai morar em outra parte da cidade, vamos nos mudar.

- Mas quando o tio ia falar isso para agente?

- Ele ia falar depois, eu soube disso por acaso.

- Entendo, mas você tem mesmo que sair do time?

- sim, por que eu só posso jogar se eu estudar na escola.

- Mas você pode jogar na outra escola não é?

- Não posso, eu aprendi a jogar nessa escola e não vou treinar em nenhuma outra escola para mim isso é como se fosse trair o meu próprio time.

- Entendo, então acho que você tem que seguir em frente, é isso que tem que ser feito.

- mas como você fala isso com tanta certeza?

- Eu já passei por uma coisa parecida e tive que seguir em frente é o melhor a se fazer, confia em mim.

- Ei vem comigo. Falou natsu se levantando.

- Para onde vamos. Falou erza seguindo ele.

-  Confiar em mim.

O céu estava estrelado tinha poucas nuvens no céu, estava uma noite perfeita o vento estava frio e parecia que ia chover, mas não tinha muitas nuvens no céu. Era noite de lua cheia, o céu estava lindo.

-Parece tão perto. Falou Lucy

- Como?

- A lua parece tão perto de nós.

- Sim, ela estar linda hoje.

Natsu e Erza estavam em cima do ônibus contemplando as estrelas.

- Se você já passou pelo o que eu estou passando me diz uma coisa como você conseguiu sobreviver? Falou Natsu deitado em cima do ônibus olhando para Erza.

- Pensando bem, não foi mesmo fácil, eu chorei por muitos dias, mas sabe resolvi que eu tinha que me adaptar por que não da para ficar presa em um mundo tão pequeno, entende? Falou Erza olhando para Natsu, os olhos de Natsu brilhavam.

- Sim...

- Você ter por amigas só aquelas pessoas, só conhecer aquele tipo de vida isso deixa você trancado em um mundo limitado onde você não pode ver outras coisas, às vezes é preciso muda sabe. Aprendi isso de um jeito bem difícil e você também aprenderá. Mas se você for forte não doerá tanto quanto doeu em mim. Falou Erza agora ela olhava para o céu.

- Você parece mais madura do que de costume. Falou Natsu dando um riso para desfazer o clima tenso.

- O Gray ele... Erza parou de falar.

- Pode falar erza...

- Quando ele me levou para casa naquele dia do circo ele falou para me encontrar outra pessoa para me apaixonar porque ele não poderia ser nada mais do que um bom amigo. Falou Erza chorando.

- Ah, erza sinto muito, meu irmão é muito direto sabe, ele não quis te magoar. falou natsu se aproximando de Erza.

- Eu sei, eu só não entendo o que tem de errado comigo por que ele não gosta de mim. falou erza derramando lagrimas.

- Nada. Não tem nada de errado com você, só que o Gray não é apaixonado por você e ele não quer te iludir.

- Mas como eu vou encontrar outra pessoa igual a ele? Como? Não existir...

- Exatamente não existi Erza todos nós somos únicos no mundo, você vai encontrar a pessoa que você tanto deseja, por que todos nós temos uma pessoa reservada para nos amar.

- Eu... Erza não conseguia falar era de da pena ela chorava sem consolo.

Natsu não aguentou abraçou ela e falou repetidamente.

- vai ficar tudo bem, amanha será melhor.

Assim os dois ficaram, ate que de tanto chorar Erza dormiu nos braços de Natsu, já era bem tarde da noite o frio era intenso, mas eles estavam bem contava com o calor humano. Natsu olhava para Erza dormindo e pensando.

- Como ela sofreu na vida, primeiro o câncer depois a decepção amorosa quem pode ir contra o destino não é mesmo temos que simplesmente passar por tudo isso e sofrer, isso é a vida coisas boas são poucas as coisas ruins são muitas, muitas...

Já estava amanhecendo Erza abriu os olhos e viu a paisagem maravilhosa do sol nascendo, a sensação que ela estava sentindo era tão boa não queria que aquilo a terminasse.
 Tão confortável aconchegante. Erza percebeu que estava dormindo com Natsu.

- Mas como isso aconteceu? Falou erza acordando natsu. Ela se levantou rápido e saiu de perto de Natsu.

- Você já acordou? Perguntou Natsu quase dormindo de novo.

- Como assim? Você não devia ter deixado eu dormi aqui... Com você, devia ter me levado para baixo. Falou erza acordando completamente Natsu.

- como? Você já estava dormindo não queria acordar você. Falou Natsu se levantando.

- Ei pessoal vamos embora já ta na hora. Falou um amigo de Natsu.

- Já vamos. Falou Natsu para seu amigo.

- Vamos Erza já ta na hora de ir para casa. Falou Natsu puxando Erza, por algum motivo ele se sentia mais próximo de Erza.

- Ei espera. Falou erza sendo levada para descer do ônibus.

0 comentários:

Postar um comentário

Curtiu? :)


Oie gente, meu nome é Sara (Lucy no blog) e eu sou a humilde dona desse blog, agradeço por sua visita e lhe peço que comente nos posts, (só se quiser é claro kk) dêem dicas sobre doramas e novos temas para eu postar (agradeceria muito).

Então é isso... ^^


Tecnologia do Blogger.

Follow by Email

O QUE PROCURA?

Afiliados

ID CG VG VG VG VG VG VG VG VG VG VG VG VG VG VG VG VG

Quem sou eu

Minha foto
Eu sou uma amante da cultura japonesa. Na musica eu amo j-pop, eu sou uma garota que gosta muito de dança, ensaia coregrafias e dança com minha amigas, claro entre outras coisas.

Curta e fique por dentro!

SEGUIDORES

I Love Blogs

Translate